segunda-feira, 31 de julho de 2017

Em suposto áudio, F. Melo diz que “nunca esteve tão fácil” ser contratado pelo Fla



Felipe Melo foi o principal nome do dia (31). O jogador, que foi contrato pelo Palmeiras para a disputa da Libertadores 2018, teve seu contrato revogado por mau comportamento dentro de campo e também extracampo.



Em áudio que circula pelas redes sociais mostra a insatisfação do jogador com o técnico Cuca, do Palmeiras.

Além disso ele cita clubes interessados e diz que “nunca esteve tão fácil” ser contrato pelo Fla, visto que a chance de permanência no atual clube é quase nula.

Veja um trecho do áudio, por escrito, em que o volante fala sobre o Flamengo:

“…Confesso que tem vários clubes interessados: Corinthians, Inter, São Paulo, Grêmio, Atlético/MG, Flamengo. Todo mundo interessado. (…) O Flamengo… parece que estão conversando aí, né? Se o Fla realmente quiser, este é o momento. Nunca esteve tão fácil.“

Abaixo, ouça o áudio completo, em que ele diz sobre o que aconteceu para ele ser afastado do clube e também a parte completa sobre o Flamengo.

Fonte: Coluna do Flamengo

Contra Corinthians, Flamengo evoluiu mais que no ano inteiro



Foi rico em reflexões o bom clássico que terminou no 1 a 1 entre Flamengo e Corinthians, em Itaquera, jogo que embora tenha mostrado um Flamengo com ótimos momentos no segundo tempo, não reduziu a diferença de 12 pontos para o líder do campeonato.



Uma destas reflexões diz respeito à maior das controvérsias que cerca o ano rubro-negro: a alucinante pressão sobre o técnico Zé Ricardo.
Embora seja necessário levar em conta as dificuldades de um calendário que reduz a quantidade de treinos, as mudanças de elenco com o ano andamento, é pertinente discutir se este Flamengo poderia ter evoluído mais no ano. É natural, em especial por ter um elenco acima da média nacional e uma base que ficou de 2016. Mas é recorrente ouvir que Zé Ricardo “não está à altura do tamanho do Flamengo”. Se a frase se referir ao repertório, ao desempenho do time, até cabe a polêmica. Mas o jogo de Itaquera ofereceu a prova definitiva de que o entendimento do DNA, da identidade ofensiva que tradicionalmente se cobra do Flamengo, este não lhe falta. Algo que exige ousadia num país em que a grande maioria dos times especula.

Imaginemos um técnico jovem, superexposto à pressão num país que demite sem parar, diante de 45 mil torcedores rivais no estádio do time que, de longe, lidera o Brasileiro. Que outra situação pareceria mais propícia a fazer recuar um treinador com tal perfil? Zé Ricardo não abriu mão da busca pelo protagonismo, uma de suas convicções. E este foi o maior mérito do Flamengo que, mesmo em Itaquera, transformou a partida num confronto de ideias. De um lado, um time ultraconservador, eficiente numa ideia de jogo predominante num país que vem consagrando como virtude máxima o chamado “saber sofrer”, como se fosse utópico esperar que o líder do campeonato sofresse menos em diversos jogos. De outro lado, um rubro-negro que tentou ter a bola e ter iniciativa.

O início de jogo parecia animador para o Flamengo, que mantinha a bola no campo contrário e chegara a ter uma chance. Até que surgiu o erro grosseiro da arbitragem ao invalidar o gol de Jô. O lance, todo ele legal, não teve efeito no placar, mas teve efeito moral. O Flamengo se desnorteou: manteve o domínio da bola, mas sem qualquer profundidade ou penetração. E aí surge outra reflexão.

Ao tentar jogar no campo contrário, o Flamengo tem falhado em dois pontos cruciais: falta de pressão após a perda da bola na frente e desajuste na última linha defensiva. O segundo ataque do Corinthians resultou no segundo gol de Jô, o primeiro válido. Balbuena lançou o atacante às costas de uma defesa sem tanta velocidade. O Corinthians era melhor até ali e impunaha ao Flamengo um gol num tipo de lance recorrente, que já vitimara o rubro-negro contra Coritiba, Palmeiras e Cruzeiro.

O Flamengo do segundo tempo teve, além do atrevimento, da coragem, uma posse de bola mais segura. Talvez pela entrada de Willian Arão no lugar de Cuéllar, dono de um primeiro tempo nada inspirado. O fato é que perdia-se menos bola no ataque e o Corinthians não contragolpeava. Faltava, ainda, a infiltração pelo centro. O Flamengo repetia o número exagerado de cruzmentos como desfecho de qualquer jogada. Dados do Footstats indicam que 41 bolas foram lançadas na área rival. Mas, no clássico deste domingo, cabe um parêntese: penetrar pelo centro da defesa do Corinthians é algo que poucos fizeram neste Brasileiro.

O fato é que o segundo tempo premiou quem buscou o jogo diante de quem especulou. Guerrero já perdera ótima chance em passe de Diego e Juan obrigara Cássio a grande defesa antes de Zé Ricardo colocar Berrío e ganhar agressividade. A mudança, com a saída de Trauco, fez de Éverton o lateral-esquerdo. E funcionou. Éverton Ribeiro, em tese deslocado para o lado esquerdo, juntava-se mais a Diego pelo centro e deixava o corredor para Éverton passar.

O gol de empate, de Réver, veio num escanteio, mais uma bola área, mas o controle de jogo do Flamengo contra um rival tão forte já era mais do que suficiente para justificar o placar. E criou uma mistura de sentimentos na torcida: foi positivo ver o time se impor, mas o resultado até poderia ser melhor num jogo que ainda teve gol quase feito perdido por Diego e bola na trave em desvio contra a própria meta de Pedro Henrique.

Quanto ao líder do campeonato, uma tese se reafirma. Por mais que se confie em sua capacidade de defender, não há jogo totalmente controlado quando a bola circula tão perto da própria área por tanto tempo. O Corinthians já escapara em outros jogos, como contra o Cruzeiro, e continua sem perder. No fim do clássico, Jô ainda teve a chance de vencer o jogo no momento mais improvável. Mas é justo esperar que o melhor time do Brasileiro fique mais tempo longe de sua própria meta.

Quanto ao Flamengo, a formação do segundo tempo pode ter oferecido um caminho,uma alternativa tática que crie soluções para um time cheio de ótimas intenções e comprometido com o protagonismo dos jogos. Mas que precisa ser mais contundente.

Fonte: Carlos Eduardo Mansur

Ex-presidente desmascara Cuellar e critica zaga lenta de 70 anos de idade



Com o empate de 1 a 1 com o Corinthians neste domingo (30 de julho), o Flamengo caiu para a quinta colocação no Campeonato Brasileiro e manteve a diferença de 12 pontos para o líder da competição. 



Após a partida, Kleber Leite, ex-presidente e diretor do clube carioca, criticou alguns setores da equipe em seu site.
“O gol que tomamos, o de sempre. Indecisão e lentidão da zaga, com participações negativas de Pará – que poderia ter parado a jogada com falta – e o nosso goleiro estreante, que não falhou, mas a bola era defensável”, disse o antigo dirigente, que também falou sobre o volante colombiano Gustavo Cuéllar.
“Algumas coisas estão mais do que claras: Temos, finalmente um goleiro; A nossa zaga é lenta; Cuellar é um jogador normal. Muito pouco para ser titular do Flamengo; Arão não pode ser reserva de Cuellar”, afirmou Kleber.
Por fim, o ex-mandatário, que elogiou as substituições feitas pelo técnico Zé Ricardo, também se mostrou confiante para o restante do torneio. “No mais, questão de tempo para as coisas se ajeitarem. Estamos vivos neste Campeonato Brasileiro e nas duas outras competições; Este jogo pode ter sido um divisor de águas. Vai dar muita confiança e, como no futebol confiança é quase tudo”, concluiu.
Fonte:  Fox Sports

Pitbull à vista! Repórter da Sportv confirma interesse do Flamengo em Felipe Melo



No último fim de semana, o desligamento do volante Felipe Melo do Palmeiras acabou criando novos rumores de uma possível chegada do jogador ao Flamengo, inclusive, o Vice-Presidente Geral do rubro-negro não descartou a contratação do atleta.


Na tarde desta segunda-feira (31), o repórter da Sportv, André Hernan confirmou que há interesse do Mengão na contratação do volante.


“Ainda não teve proposta, mas a gente sabe do desejo do Flamengo. Pela história que ele tem, muita gente do Flamengo já fala do Felipe Melo. O Rodrigo Caetano e o presidente Bandeira de Melo não vão falar sobre isso, o Palmeiras ainda tem que acertar a rescisão e isso vai ser assunto durante a semana”, disse André.

Fonte: Sportv

Confirmado TV, datas e horários dos próximos jogos do Flamengo no Brasileirão, confira:



A CBF divulgou, no último final de semana, a tabela com datas e transmissões de TV das rodadas #21 a #25 do Campeonato Brasileiro.


Atual quinto colocado, o Flamengo irá ter espaço na tevê aberta em dois dos cincos jogos que foram revelados pela entidade.
Na 22ª rodada, o time comandado por Zé Ricardo recebe o Atlético-PR na Ilha do Urubu no domingo, dia 27 de agosto, às 16h (horário de Brasília). No dia 17 de setembro, duas rodadas depois, o Flamengo volta a jogar no Rio contra o Sport, às 16h, também com transmissão da TV Globo (e Premiere FC).

Nas três outras partidas, o Flamengo ficará para o espaço do pay-per-view, mas jogando sempre no Rio – em casa contra Atlético-GO (pela 21ª rodada) e Avaí (pela 25ª), e no estádio Nilton Santos contra o Botafogo (pela 23ª). O clássico entre Botafogo x Flamengo será restrito também para o Premiere.

Veja a transmissão dos jogos do Flamengo no BR-17 entre as rodadas #21 e #25:

21ª rodada – Flamengo x Atlético-GO, Ilha do Urubu, às 19h – 19/08
22ª rodada – Flamengo x Atlético-PR, Ilha do Urubu, às 16h – 27/08
23ª rodada – Botafogo x Flamengo, Nilton Santos, às 19h – 10/09
24ª rodada – Flamengo x Sport, Ilha do Urubu, às 16h – 17/09
25ª rodada – Flamengo x Avaí, Ilha do Urubu, às 19h – 23/09

ESCALA:

*jogos da TV Globo
*jogos do Premiere

Fonte: Torcedores.com

Incrível! Mais da metade dos televisores assistiram Corinthians e Flamengo em SP e no RJ



O ótimo duelo entre Corinthians x Flamengo na tarde do último domingo (30) foi sucesso de audiência na Rede Globo, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro.


Isso corresponde a sete pontos acima da média parcial do futebol de domingo em 2017 (23 pontos) e quatro pontos acima da média parcial na atual edição do Campeonato Brasileiro.
De acordo com dados recebidos pelo Torcedores.com, o empate por 1 a 1 entre os dois times de maiores torcidas do Brasil rendeu 30 pontos de audiência e 52% de participação com a bola rolando em São Paulo.



Corinthians x Flamengo igualou a audiência da vitória do Timão sobre o São Paulo, responsável pelo segundo maior resultado da Globo no Brasileirão. O recorde continua sendo Palmeiras x Corinthians (41 pontos).

No Rio de Janeiro, a audiência do Clássico das Multidões também foi expressiva. Foram 30 pontos de média e 54% de participação, ou seja, mais da metade dos televisores ligados na faixa horária estava sintonizada no duelo válido pela 17ª rodada da competição. O índice corresponde a cinco pontos acima da média parcial do futebol de domingo neste ano (25 pontos) e cinco pontos acima da média parcial do Campeonato Brasileiro 2017 (25 pontos).

No Brasileirão, a audiência do duelo entre alvinegros e rubro-negros só ficou atrás da derrota do Flamengo para o Sport ainda na quinta rodada (32 pontos).

Cada ponto no Ibope equivale a 70,5 mil domicílios sintonizados em São Paulo, apenas na região metropolitana, referência para o mercado publicitário. No Rio de Janeiro, um ponto equivale a 44 mil residências.

Fonte: Torcedores.com

Botafogo reclama na CBF de possível ‘favorecimento da arbitragem’ para o Flamengo



O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, aproveitou a ida à CBF, onde ocorreu o sorteio de mandos de campo das semifinais da Copa do Brasil, para fazer uma reclamação sobre a arbitragem.


Ele se encontrou com a comissão de arbitragem para reclamar de “erros sistemáticos” a favor do Flamengo, que é o adversário do alvinegro na Copa do Brasil.


– A arbitragem é um problema. Realmente estamos bastante preocupados com essa questão, uma vez que nosso adversário (Flamengo) tem sido sistematicamente favorecido pelas arbitragens. Fatos incríveis. Árbitros resolvem refletir após marcarem os pênaltis, consultar auxiliares que estão distantes do lance… Então, isso tudo nos preocupa. Ontem mesmo tivemos um gol anulado do Corinthians contra o nosso adversário. Vou conversar para que haja um consenso na escolha desse árbitro, porque será fundamental. No Nilton Santos, faremos todos os esforços para que não haja interferência externa – comentou Carlos Eduardo Pereira

O mandatário falou que vai tentar com que seja escolhido um trio de arbitragem experiente para os confrontos contra o Flamengo.

– Eu vou levar o pleito do Botafogo no sentido que se escolha uma arbitragem de experiência e que não tenha histórico dessas ocorrências turbulentas. Quando eu falo em consenso é para que a arbitragem não desagrade ao Botafogo. Se vai desagradar ao meu adversário, não me diz respeito.

Resultado de imagem para carlos eduardo pereira

Por fim, ele diz que não está acusando nada, apenas contestando e cita o pênalti que foi desmarcado para o Santos, no confronto contra o Flamengo.

– Não estou acusando nada. Estou apenas constatando fatos. São fatos que estão documentados em vídeo, públicos e notórios. Não estou fazendo outra colocação, nem responsabilizando ninguém. O árbitro voltar atrás não é comum. Especificamente ocorre nos jogos do nosso adversário. Temos que tomar cuidado com as consequências e com as coincidências – finalizou o dirigente.

O Flamengo, através do presidente Eduardo Bandeira de Mello, preferiu não comentar sobre o assunto e apenas disse:

– Essas provocações artificiais não contribuem para nada.

Fonte: Coluna do Flamengo

domingo, 30 de julho de 2017

Presidente do Flamengo revela valor astronômico arrecadado com projeto de sócio-torcedor



Desde de 2013, o Flamengo encontra-se em um outro patamar no futebol brasileiro. Diminuiu a dívida, aumentou o faturamento e passou a contratar grandes jogadores.



Só que essas estrelas chegaram ao clube por um fator pouco explorado pelas direções passadas: o programa de sócio-torcedor.
Em entrevista ao Aqui com Benja, o presidente Eduardo Bandeira de Mello contou como foi feito esse movimento de atrair rubro-negros como sócio nos últimos. Atualmente, o clube tem mais de 103 mil sócios em dia, o que permite uma arrecadação astronômica por ano:

"Nosso programa de sócio-torcedor tem todos os associados em dia. Mais de 103 mil. Isso dá um faturamento anual de R$ 40 milhões", afirmou Bandeira, que admite que a confiança da seriedade da gestão permite o aumento neste número:

"Pagamos em dia. Objetivo é dar exemplo para eles, que são 40 milhões de torcedores. Com essa quantidade, fica mais fácil até de ter patrocínio. O Flamengo não tem problema com patrocínios", finalizou.

Fonte: Fox Sports

Bandeira revela projeto por retorno de Adriano Imperador e admite: "Flamengo precisa de ídolos"



Sem vencer o Campeonato Brasileiro desde 2009, o Flamengo viu naquele ano Adriano Imperador ser a grande figura da equipe, ao lado de Petkovic, na conquista. Só que o atacante abandonou o futebol em 2014 e nunca mais voltou. Só que, como poucos sabem, um retorno à Gávea foi cogitado pela atuação gestão.


Em entrevista ao Aqui Com Benja, Eduardo Bandeira de Mello admitiu que fazia parte dos seus planos uma volta do craque.

Um projeto de recuperação para a Copa do Mundo de 2018 foi oferecido, mas que acabou rejeitado pelo centroavante:

"Um sócio era muito amigo do Adriano e fez o encontro. Eu fiz uma proposta para o Adriano fazer tratamento, voltar ao Flamengo. Na Copa da Rússia ele vai ter 36 anos. Ele é melhor que todos. E o Flamengo precisa de ídolos. Mas ele não quis embarcar nesse projeto".

Perguntado sobre quem é melhor entre Adriano e Guerrero, Bandeira de Mello se esquivou, mas admitiu que é possível que os dois atuem juntos, mesmo sendo autênticos centroavantes:

"Adriano hoje jogando ninguém discutiria o 9 da Seleção. Se o Adriano tivesse atuando, talvez não iríamos atrás do Guerrero. Mas eles podem jogar juntos. Sobre 2009, a gente tem que agradecer muito a ele", finalizou.

Fonte: Fox Sports

Guerrero responde sobre comparação entre Corinthians e Flamengo e destaca uma torcida



Contratação de maior impacto no ano de 2015, Paolo Guerrero chegou ao Flamengo para ser a estrela da companhia.



Em sua terceira temporada pelo time carioca, ganhou um título Estadual, faturou prêmio de artilheiro da competição e caiu nas graças da torcida, que, segundo ele, é algo de outro mundo.
Em entrevista ao Deporte Total, do Peru, o centroavante abriu o jogo sobre a relação com os rubro-negros. Ele também fez um paralelo com a torcida do Corinthians, local que fez história em 2012 com o gol do título mundial:

"São dois clubes de massa, de muit apressão. Mas cada tem sua particularidade. A torcida do Flamengo me abraçou de uma forma incrível. Amo o carinho que eles têm o comigo. Isso me ajuda e motiva bastante", afirmou o peruano.

Neste ano, Guerrero vive uma grande fase. São 19 gols marcados até o momento, a melhor marca do jogador na carreira.

Fonte: Fox Sports

Porque a torcida do Flamengo não aguenta mais Zé Ricardo




Zé Ricardo tem 86 jogos pelo Flamengo, com 48 vitórias, 23 empates e 15 derrotas. Técnico dos juniores até maio do ano passado, é o profissional mais longevo da Série A. O aproveitamento é de 64%, menor apenas que Fábio Carille - com cerca de 70% no Corinthians.



Sob seu comando, o Fla teve a sua melhor campanha da história nos pontos corridos no Brasileiro (em que terminou em terceiro lugar no ano passado) e foi campeão carioca invicto neste ano.
Se há números favoráveis (veja mais abaixo), a rejeição ao trabalho de Zé Ricardo não lhe dá nem minutos de paz desde a eliminação na Libertadores - agravada com a pressão dos últimos dias. Nos estádios ou redes sociais, o coro de "fora, Zé Ricardo" ecoa entre torcedores rubro-negros.

As críticas são em cima de escalações, substituições e até opiniões colocadas em entrevistas coletivas após empates ou numa das seis derrotas no ano. Antes do GloboEsporte.com explicar quais principais reclamações de torcedores do Flamengo contra Zé Ricardo, cabe lista de números favoráveis ao trabalho do treinador.

O compilado abaixo faz parte do anuário de 2017 do site Futdados.com entre todos os 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro.

* O Fla tem o segundo melhor aproveitamento no ano (67,38%). Corinthians tem o melhor aproveitamento na temporada, com 72,73%.

* O Fla tem 27 vitórias em 47 jogos, dividindo a liderança deste quesito na temporada com o Corinthians, que também tem 27 vitórias, mas três jogos a menos. O Rubro-Negro é o terceiro time que mais empatou; o segundo que menos perdeu (foram seis derrotas. O Timão tem duas).

* O Flamengo é o time que tem melhor saldo de gols (49) em 2017. É ainda o time que mais fez gols (88) na temporada (entre os 20 clubes da Série A). Na média de partidas, fica abaixo apenas do Grêmio, com 1.87 dos rubro-negros contra 1.91 dos gremistas.

* O Flamengo é o quinto time que menos sofreu gol na temporada, com a quarta menor média de gols sofridos (0,83).

Quais são as maiores queixas contra o treinador?

Zé Ricardo "estreia" no futebol profissional neste trabalho pelo Flamengo. Apesar da pressão de parte da tocida e dos críticos também de dentro do clube - está longe de ser unanimidade na diretoria -, o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o diretor geral Fred Luz e o diretor de futebol Rodrigo Caetano garantem o treinador no cargo e aguentam a pressão pela demissão do técnico.

Alguns pontos explicam a rejeição a Zé. Uma rejeição capaz de fazer coro na Ilha do Urubu, no sábado passado, após a vitória no último minuto, por 2 a 1, sobre o Coritiba. Nas redes sociais, os ataques são constantes. O treinador até evitar tomar conhecimento do que se fala na internet, como lembrou na entrevista coletiva antes da partida contra o Corinthians.

- Acompanho pouco redes sociais. Não faço planejamento ou tomo decisões em cima de redes sociais. Semana passada vieram me mostrar, muita gente brincando de forma pejorativa com o que aconteceu com o Ederson. Então, como vamos dar atenção a redes sociais? Temos nossas convicções junto com a comissão. Procuro trabalhar dentro de campo, ver o que se produz no treino e observo adversários - disse o treinador.

Confira abaixo alguns dos pontos mais sensíveis do trabalho de Zé Ricardo:

Insistência em jogadores rejeitados

Márcio Araújo talvez seja o nome mais criticado pelos torcecores nos últimos anos. No começo da temporada, ele chegou a perder a vaga para Rômulo, recém-chegado do futebol russo. No entanto, acabou voltando logo ao time. Zé já disse diversas vezes que confia muito no atleta.

No scout do Flamengo, ele era o jogador que tinha a melhor média de desarmes por partida, além da segunda colocação em números absolutos. Neste ano, nas estatísticas por partida da TV Globo, Márcio segue liderando o quesito no Flamengo - é o 12º maior ladrão de bolas do Brasileiro (média de 2,13. O são-paulino Jucilei lidera com 2,88 por partida).

Outro nome contestado é do zagueiro Rafael Vaz, que formou, ao lado de Réver, dupla de zaga eficiente no ano passado. Este ano, Vaz perdeu a vaga para o argentino Donatti (que deixou o clube nesta janela de transferências do meio do ano) e depois também virou reserva de Rhodolfo, voltando após a lesão do reforço, deixando Juan como terceira opção. Vaz foi titular nos últimos seis jogos. No entanto, fica fora contra o Corinthians.

Gabriel não é uma unanimidade entre os rubro-negros e não jogava há mais de dois meses por conta de uma fratura da costela. Para irritação de torcedores, o baiano ganhou chance no segundo tempo do jogo da última quarta-feira.

Critérios questionados

No ano passado, Mancuello entrou no fim da partida contra o Cruzeiro e fez o gol da virada em Cariacica. Em seguida, ficou no banco e não entrou em quatro partidas seguidas no Brasileiro, embora ficasse sempre no banco de reservas.

Situação parecida viveu Vinicius Júnior, que passou ao profissional depois da venda ao Real Madrid e teve sequência como titular. Na semana passada, na vitória por 2 a 1 diante do Coritiba, Zé colocou o jovem em campo. O garoto, que sofreu o pênalti, vinha de uma sequência de três jogos sem ser relacionado, o que gerou novas críticas de torcedores aos critérios adotados.

A entrada de Alex Muralha no jogo de volta da Copa do Brasil também serviu de munição para os críticos de Zé Ricardo. O goleiro levou gol defensável na cabeça de Copete e saiu mal do gol no quarto dos santistas. Zé justificou a escalação com a experiência de Muralha, frente ao jovem Thiago. Agora, Diego Alves é o dono do gol do Flamengo. Muralha é o primeiro reserva.

Inflexibilidade de esquema de jogo

Uma crítica constante ao treinador é a fidelidade a um sistema de jogo. A rigor, porém, a forma de atuar com pontas abertos, que atacam e marcam laterais, é pouco modificada no futebol brasileiro. É também o modelo preferido de Zé Ricardo, que já usou Everton, Gabriel, Fernandinho, Matheus Savio, Marcelo Cirino, Berrío, Rodinei e Éverton Ribeiro em toda a passagem pelo Flamengo. Em algumas partidas - como em jogos fora de casa na Libertadores -, Zé trocou peças e escalou três jogadores, originalmente, volantes (Willian Arão, Rômulo e Márcio Araújo).

Recentemente, tentando adaptar a entrada de Éverton Ribeiro à equipe, para jogar próximo de Diego, também mexeu no esquema ao colocar Cuéllar e Márcio Araújo. O colombiano chega menos ao ataque do que Arão, mas marca muito mais que o antigo titular, agora na reserva. Sem Diego, Zé também testou Trauco em algumas partidas como meia de criação.

Entrevistas após as partidas

Questionado sobre a atuação de Muralha contra o Santos, Zé Ricardo protegeu seu goleiro, disse que "foi bem", o que já gerou críticas imediatas ao treinador, que, evidentemente, estava protegendo seu jogador naquele momento. O hábito de parabenizar o time por dedicação nas partidas - mesmo em derrotas - também vira alvo de comentários negativos de torcedores.

Nas últimas coletivas de imprensa, Zé Ricardo tem feito análise mais críticas até mesmo após vitórias. Muitos torcedores cobravam discurso mais enérgico em derrotas e se revoltam com a avaliação de partidas do treinador. Contra os goianos, o técnico disse que "o gol muito cedo" atrapalhou o Flamengo. No contexto, ele queria dizer que houve acomodação na partida, até ressalvando que o gol no início de jogo deveria servir de melhora à equipe.

Soluções ("invenções"?) discutíveis

A entrada de Matheus Sávio no segundo tempo da partida contra o San Lorenzo na Libertadores é lembrada por muitos torcedores como "invenção" do treinador - comparada à substituição de Vanderlei Luxemburgo na semifinal da Copa do Brasil de 2014, quando o Rubro-Negro foi eliminado pelo Atlético-MG.

Em entrevista ao jornal "O Globo", no fim de junho, Zé Ricardo disse que "não mudaria as substituições" e lembrou que naquele instante tinha Ederson, que voltava de lesão, ou Matheus Savio, que acabou perdendo a bola no primeiro gol e não conseguiu cortar a jogada na virada que eliminou o Flamengo. A opção por Rodinei na ponta-direita, inicialmente, também foi motivo de queixas num elenco com outras opções, mas o lateral teve bom desempenho e sequência positiva, o que aliviou as críticas.

Quem acompanha o dia a dia de Zé contesta as supostas "invenções" - termo comum de ser usado no futebol para improvisações de jogadores ou mudanças não convencionais - , lembrando que ele faz testes em treinamentos e orienta os jogadores sobre as mudanças possíveis e improvisações deste tipo. "Os jogadores nunca são pegos de surpresa com as substituições", relata um membro do departamento de futebol.

Sem dois zagueiros disponíveis neste momento, Zé tem colocado Rômulo de zagueiro em algumas atividades. O volante pode, inclusive, ser improvisado contra o Corinthians.

Evolução de jogo

Internamente, não só na torcida e em redes sociais, há avaliação de que, com os nomes que têm a sua disposição, o Flamengo joga menos do que poderia e apresenta jogo mais "pobre", com criação ainda dependende da qualidade de um elenco de alto nível. Esta análise reconhece que o time até consegue dominar jogos, mas têm dificuldade de matar partidas e ganhar confrontos decisivos - na Libertadores perdeu jogos em condições semelhantes para a Católica e Atlético-PR fora de casa; no Brasileiro, venceu o Vasco em São Januário depois de mais de 40 anos, mas se salvou da derrota no último minuto contra o Fluminense, não conseguiu superar o Botafogo e empatou também contra o Cruzeiro e o Palmeiras, em duas partidas que saiu na frente no placar.

A defesa de Zé Ricardo, dentro do clube, lembra também que o Flamengo, se não venceu alguns desses confrontos, foi melhor do que o adversário em todas essas partidas - até contra o Grêmio, que perdeu com gol de Luan, no primeiro tempo. Há a percepção de que o time segue evoluindo - talvez em ritmo inferior ao esperado - e que o fato de adversários esperarem o Flamengo no campo de defesa até em casa (como o Cruzeiro no Mineirão) provam a força do jogo rubro-negro.

Fonte: Globo Esporte

Presidente do Fla revela qual foi a contratação mais difícil do clube



A atual direção do Flamengo é uma das que mais investiu na montagem de um elenco competitivo no Brasil e o presidente Eduardo Bandeira de Mello contou em entrevista ao programa Aqui com Benja qual foi a contratação mais difícil da sua administração.



Com nomes como Éverton Ribeiro, Diego Alves, Diego e Guerrero como opção, o dirigente afirmou que a contratação do peruano ex-Corinthians foi a mais emocionante do mandato como presidente.

“Todos são grandes craques. Diria que a mais difícil e que foi a mais emocionante, até porque foi a primeira em uma época que ninguém esperava, foi o Guerrero. Em 2015, o Flamengo ainda não podia ‘passar o cartão de débito’. Eu lembro que quando ele veio para o Flamengo, vários profissionais da imprensa duvidaram da capacidade do clube honrar a contratação”, explicou.

Para ele, a desconfiança da imprensa e as condições para a vinda de Guerrero na época também transformou a negociação em algo especial. “Lembro que falavam: ‘Acabou a era da responsabilidade no Flamengo’. Aconteceu (…) Foi uma operação extremamente bonita, por todas as negociações que foram envolvidas, ninguém sabia”, completou.

Com o alto investimento feito pela diretoria e o equilíbrio financeiro alcançado pelo clube, o Flamengo agora busca a conquista de títulos e tem um importante compromisso neste domingo (30) diante do Corinthians, na Arena, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Torcedores.com

Mudanças! Saiu escalação do Flamengo para enfrentar o Corinthians



O jogo entre Flamengo e Corinthians já é naturalmente um grande clássico do futebol nacional, na situação das equipes, a importância acaba sendo ainda mais acentuada.


O Mengão entra em campo precisando da vitória para manter o sonho do título vivo, enquanto o clube paulista busca ratificar a sua força e se manter inabalável no topo da tabela.


Veja a escalação do Flamengo:

TITULARES: Diego Alves, Pará, Réver, Juan e Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar e Diego; Everton, Everton Ribeiro e Paolo Guerrero.



Fonte: Coluna do Flamengo

Rádio Tupi afirma que Lucas Paquetá é o novo alvo de clube espanhol



Com a janela de transferências pegando fogo na Europa, o mais novo nome que surge nas especulações é o do jogador Lucas Paquetá, que pode estar de saída para um time da Espanha.



Lucas Paquetá tem 2 gols no profissional do Flamengo, ambos em 2017.

A informação é da Radio Tupi, até então não há muitos detalhes, nem mesmo a forma de contrato foi esclarecida (empréstimo ou definitivo).

O atleta que está prestes a completar 20 anos foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016, sendo um dos principais jogadores da equipe, mas não tem recebido grandes chances na categoria profissional.

Fonte: Coluna do Flamengo

Vídeo! Gol mal anulado de Réver contra o Santos indica que árbitro já estava mal intencionado antes de pênalti polêmico inexistente



No jogo de quarta-feira em que o Flamengo classificou na Copa do Brasil, apesar da derrota de 4 x 2 contra o Santos, o rubro negro vinha fazendo uma partida convincente.



O time estava vencendo boa parte do tempo, e ainda teve um gol mal anulado pelo árbitro gaúcho Vuaden, em que o Flamengo tem uma eficiência de apenas 30% pontos conquistados com este árbitro.

Estou achando muito estranho os juízes marcarem lances contra o Flamengo, eu acho que já está no instinto prejudicar o Flamengo, não é a toa que justamente o Flamengo está envolvido em 3 lances polêmicos em que arbitragem foi corrigida minutos depois, a chance de isso ocorrer com o Flamengo são muitos maiores, por nós não vemos clubes como Corinthians e Palmeiras serem tanto prejudicados como o time carioca, muito pelo contrário, são ajudados pela CBF Paulista.

O lance em que houve o pênalti mal marcado para o Santos, aí a imprensa explorou bastante, mas poucos sabem que momentos antes, o juiz ignorou uma falta clara no atleta rubro negra, logo a seguir surgiu o polêmico lance do pênalti em que Vuaden marca pênalti numa jogada em que Réver foi simplesmente na bola,

O que poucos sabem e que foi pouco explorado nesta imprensa é que o Flamengo teve um gol anulado pra lá de estranho contra o Santos, como já tinha acontecido nas 2 últimas partidas do rubro negro, contra o Coritiba e Palmeiras, os juízes estão anulando gols legais do Flamengo, confesso que está dificil confiar nesta arbitragem.
Fonte: http://flamengo-noticia.blogspot.com.br/

Vendedor de 'cavalinhos' torce por disparada do Flamengo sobre o Corinthians



A cada rodada do Brasileiro, o Flamengo mede a distância para o Corinthians, líder isolado, e seca o rival. Hoje, a diferença pode diminuir e tornar mais palpável a expectativa criada no início do ano: ver o “cheirinho de hepta” de 2016 mais forte em 2017.


As duas equipes se enfrentam 16h em posições que, na teoria, se inverteriam caso fossem baseadas no investimento e no cenário no começo da temporada.


O Flamengo, quarto colocado, conquistou o título estadual, enquanto o Corinthians foi eliminado antes de chegar à decisão. Na semifinal da Copa do Brasil, o Rubro-negro assiste aos paulistas com mais tempo no Brasileiro, pois saíram cedo do outro torneio nacional. Hoje, porém, a crise trocou de lado.

ESP Rio de Janeiro (RJ) 28/07/2017 - Vendedores de cavalinhos torcedores e bandeiras, André Luiz e Jorge. Foto Alexandre Cassiano / Agência O Globo. Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
Nas ruas, isso fica claro. Ainda mais ilustrada nos cavalinhos que semanalmente simbolizam a corrida do Brasileiro na TV.

— O time está bom, tem que melhorar é o técnico — conta o ambulante André Luis, 27, que vende os bichinhos nas ruas do Centro do Rio.

— Se o Flamengo fosse líder ia vender muito mais. Mas acho que dá para pegar eles — aposta.

As bandeiras rubro-negras rivalizam com as dos outros clubes cariocas, mas a empolgação resiste, talvez pelos 12 pontos de diferença que separam os clubes.

— Está devagar. Os paulistas estão engolindo os cariocas. Se o Flamengo estivesse bem seria festa no Rio, carnaval. Ia vender muito mais — diz Jorge Bernardo, que vende as bandeiras.

— Tem que ter mais Garra. O Vaz está mal. Fora Muralha — protestou o flamenguista, elegendo os vilões de sempre.

Fonte: Extra

É hoje na Fox Sports! Bandeira de Mello conta como tirou o Fla da miséria e revela valor da 'magra' dívida atual do clube



Convidado do Aqui com Benja deste sábado, Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, bateu um papo descontraído com Benjamin Back. Entre muitas perguntas, ele revelou como foi o processo de sanar as dívidas do clube.


Segundo o mandatário, quando assumiu, em janeiro de 2013, o time da Gávea estava com os cofres combalidos. Em quinto ano à frente do clube, a situação mudou. E ele contou detalhes:


"A dívida do Flamengo era de R$ 750 milhões, agora reduzimos para R$ 350 milhões. E o nosso faturamento, que era de R$ 250 milhões, foi para R$ 600 milhões. Eu levo a fama, mas existe uma equipe grande competente", finalizou o mandatário.

Acompanhe a grande entrevista dada pelo presidente do Flamengo ao apresentador Benjamin Back neste domingo, a partir das 15h (horário de Brasília).

Fonte: Fox Sports

sábado, 29 de julho de 2017

Fenômeno! Diego Alves defende 11 pênaltis consecutivos no Ninho do Urubu, veja:



No programa Fox Sports, os comentaristas se renderam ao novo goleiro do Flamengo, Diego Alves, contratado junto ao Valencia. 


Na Espanha o goleiro já tinha defendido 3 pênaltis de Cristiano Ronaldo e um pênalti de Leonel Messi.


O goleiro Diego Alves defendeu 11 cobranças de penalidades máximas no treinamento rubro negro, vale a pena conferir.

O desempenho no treinamento no Ninho Urubu chamou atenção de todos, trata-se de um goleiro fora do comum e que dará muitas alegrias a Nação Rubro Negra, confira no Vídeo:

Fonte: http://flamengo-noticia.blogspot.com.br/

Segundo Conselheiro do Palmeiras, Felipe Melo irá para o Flamengo.



Celular estoura de tanto tocar na sexta-feira à noite.


Um conselheiro muito ligado a Mustafá Contursi, me avisa às 22h30.


"Felipe Melo não joga mais no Palmeiras.

O Cuca não quer.

Ele vai para o Flamengo!"

Corro para a Internet.

O globoesporte.com deu a notícia em primeira mão.

Vou atrás de detalhes.

Falo com duas pessoas importantes do Palmeiras.

E elas sabem muito bem o que aconteceu.

Cuca e Felipe Melo não se entenderam desde o treinador assumiu no lugar de Eduardo Baptista. Se dependesse de Cuca, o Palmeiras nem teria contratado o jogador. Não tem o perfil de atleta com quem gosta de trabalhar.

Ele é personalista, impulsivo, explosivo, imprevisível.

E dentro do gramado ocupa um espaço que é reservado a Moisés.

Isso porque Cuca adora Thiago Santos como primeiro volante.

Foi uma contratação caríssima.

R$ 350 mil de salário e direito de imagem, mais bônus de R$ 20 mil por partida disputada. E R$ 8,4 milhões de luvas, a serem pagos em 12 parcelas trimestrais de R$ 700 mil cada. Contrato de três anos.

O dinheiro comprometido foi da Crefisa.

Alexandre Mattos é o responsável pelo negócio.

Ele acreditou que o Palmeiras precisava de um líder na Libertadores.

Eduardo Baptista deu total liberdade ao jogador.

Felipe Melo foi responsável pela briga generalizada no Uruguai.

A sua declaração de que, se precisasse, daria tapa na cara de uruguaio, no Uruguai, irritou profundamente os jogadores do Peñarol. Foi o estopim de uma briga que custou a suspensão do jogador, de três partidas e o Palmeiras não poderá ter torcedor em um jogo como visitante.

Cuca não era o técnico.

Mas ficou tenso com a situação.

Ele detesta que seus atletas provoquem adversários.

Ou reclamem de juiz.

Defende respeito total à hierarquia.

E quem tem de se posicionar são os dirigentes ou o técnico.

Cuca odiou a discussão e quase briga entre Felipe Melo e o preparador físico Omar Feitosa. Por causa de um rachão. Motivo insignificante. Mas o desentendimento nunca foi esquecido por Cuca e Omar.

Embora o espaço na mídia e no marketing de Felipe Melo tenha seguido igual, a grande maioria dos torcedores adoram sua postura, no elenco, no time, o volante foi ficando deslocado no departamento de futebol.

Em nome do revezamento e poupar o atleta de 33 anos, Cuca o transformou em um reserva de luxo. Usando as contusões como aliadas, o técnico fez com que o atleta disputasse apenas cinco partidas no Campeonato Brasileiro. Cinco em 16 jogos que o clube já fez.

O técnico sabia ter um enorme problema nas mãos.

Até que veio jogo de quarta-feira contra o Cruzeiro.

O time foi eliminado com o empate em 1 a 1.

Sabe o que tá acontecendo? Ficaram a semana toda falando besteira aí. Aí botaram esse caseiro aí. No fim de tudo, ficaram cinco minutos para bater uma falta e esse caseiro não faz nada. Parabéns para ele", disse Felipe Melo, logo após a partida, ao Sportv. Wilton Pereira foi o árbitro.

Cuca já havia avisado aos jogadores.

Estava proibido reclamar de juízes.

Ficou tenso ao saber das palavras de Felipe Melo.

O pior foi ao voltar ao hotel, já na madrugada de quinta. Mal o elenco entrou no lobby do hotel Ouro Minas, o conselheiro Carlos Degon exaltou Felipe Melo para Alexandre Mattos. "Felipe não jogou contra o Corinthians. Não foi jogar contra o Flamengo. Tem de jogar! O que estou chateado é o seguinte. Falta culhão", desabafava. Degon chegou a ser candidato a vice-presidente do Palmeiras.

Cuca ficou muito irritado.

Ele esperava que Felipe Melo defendesse o time.

O volante se calou.

O clima ficou muito pesado após a eliminação da Copa do Brasil.

Felipe Melo sempre foi um dos líderes.

Os jogadores o procuravam para conversar.

Cuca nunca gostou dessa influência.

O elenco palmeirense segue irritado com o revezamento do treinador.

A indefinição do time titular.

Felipe Melo também não estava gostando da falta de sequência.

Das idas para o banco de reservas.

O presidente Mauricio Galliotte e Alexandre Mattos foram ao treino hoje.

Cuca já não escalaria Felipe Melo como titular amanhã contra o Avaí.

E o volante não teria gostado de ir para a reserva.

Cuca aproveitou a presença de Galiotte que havia ido cobrar o elenco.

Falou que não queria Felipe Melo na partida contra o Avaí.

Ele estaria tumultuando o ambiente.

E deixou claro que não desejava mais contar com o jogador.

O presidente concordou com o afastamento do atleta.

Ele deverá passar a treinar em separado.

Galiotte sabe que o Flamengo mostrou interesse no volante.

Felipe Mello já declarou seu amor à Gávea varias vezes.

O Palmeiras não criará problemas em uma eventual negociação.

O jogador só quer receber o que combinou com o Palmeiras.

Se receber a mesma coisa, irá para o Flamengo.

Cuca explicou aos jogadores a decisão.

Falou sem rodeios.

"O Felipe Melo está tumultuando o ambiente.

E não é hora de termos ninguém tumultuando o ambiente."

O rompimento é definitivo.

Ficaria ridículo Cuca voltar atrás.

Ele condenou o volante para todos os atletas.

Felipe Melo foi autorizado a deixar a concentração.

E segunda-feira deverá treinar.

Já em separado.

Galiotte irá aceitar a sugestão de Cuca.

Ele será liberado para o Flamengo ou qualquer outro clube.

Basta que essa equipe assuma integralmente os salários do jogador.

Felipe Melo era muito querido pelos jogadores.

O time já está pressionado, tenso pela eliminação na Copa do Brasil.

A distância para o líder do Brasileiro, o Corinthians já são 14 pontos.

A esperança da conquista do bicampeonato nacional seguido não existe.

Ou seja, só resta a Libertadores.

O afastamento de Felipe Melo demonstra o caos que o Palmeiras vive.

O clube do elenco mais caro do Brasil age como amador.

E expõe suas entranhas.

Os motivos para uma campanha tão frustrante.

A Crefisa confirmou.

Gastou R$ 115 milhões em atletas para 2017.

Ninguém gastou tanto com jogadores na América do Sul.

Para colecionar vexames até agora...

Fonte: Cosme Rimoli

Afastado do Palmeiras, Felipe Melo volta a ser alvo de rubro-negros



Tratado como um dos principais reforços para a disputa da Libertadores de 2017, o volante Felipe Melo está de saída do Palmeiras.



Na noite desta sexta-feira (28), o técnico Cuca convocou uma reunião coletiva para noticiar o afastamento do atleta.
Quando acertou com o clube paulista, Felipe contava com a aprovação de grande parte da torcida rubro-negra para voltar ao Flamengo, mas na ocasião, o Mais Querido acabou fechando com Rômulo.

Vale lembrar que a torcida palmeirense se animou com a contratação, chegando a provocar rivais, afirmando que o reforço chegaria para resolver problemas da equipe.

Fonte: Coluna do Flamengo

Fla de Olho! Árbitros com medo? Terror e Pressão Funciona! Até Pintura do Itaquerão Assusta Árbitros e Adversários



O Corinthians renovou completamente a pintura do estádio com intuito de assustar adversário e árbitros e parece que tem funcionado, quase todos os jogos no Itaquerão, é um impedimento mal marcado, pênalti a favor do Corinthians e ou até uma expulsão adversária. É impressionante haver esse tipo de pressão extra campo em pleno século XXI. Incrível o histórico a favor do time paulista, desde do esquema do Máfia do Apito em 2005, onde diversos jogos foram anulados, beneficiando o Corinthians, pois de fato quem somou mais pontos foi o Internacional.



Todos os anos tem jogos suspeitos a favor do Corinthians.

Só neste Brasileirão 2017, o Corinthians já foi ajudado suficientemente pra ter 6 pontos a mais na tabela, na dúvida é sempre a favor do Corinthians, como o pênalti claro a favor do Cruzeiro no Itaquerão, o pênalti vergonhoso não marcado a favor do Atlético/PR contra o Corinthians, o toque de mão não marcado dentro da área do Corinthians contra o Fluminense, os juizes fazem vista grossa. Enquanto isso, o Flamengo está na contra mão da arbitragem, tanto que é verdade, que nos últimos 3 jogos foram anulados 3 gols legítimos do rubro negro, é uma vergonha!

Vuaden já expulsou Léo Moura no 1º tempo por expulsão direta contra o Corinthians e toda imprensa foi convicta que seria um lance no máximo pra cartão amarelo. Ano passado, o jogo estava 0 x 0 numa brilhante partida do Flamengo, até o Fagner de forma criminosa, deu um tesoura por trás em Ederson e o o juiz nem falta aplicou. Caiu em Itaquera, é roubo na certa!

Na entrada do vestiário rival está a mensagem "Aqui é Corinthians". Na entrada do túnel de acesso para o gramado, a mensagem é "Bem-vindo ao hospício", em alusão ao "Bando de Loucos" que recepcionam os visitantes nas arquibancadas. 

Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, divulgou em seu Instagram esta imagem, que já deixa claro que a pressão nos adversários começa bem antes do jogo. 

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Flamengo terá 3 alterações para "Final" contra o Corinthians



Após se classificar para semifinal da Copa do Brasil, o Flamengo vira a chave e se concentra na partida decisiva contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro. O técnico Zé Ricardo confirmou a estreia do goleiro Diego Alves e mais mudanças.


Como as inscrições para Copa do Brasil se encerraram no dia 24 de abril, o Flamengo não pôde contar com Diego Alves e Éverton Ribeiro na partida contra o Santos. Rhodolfo e Geuvânio também não foram inscritos, mas estão lesionados e também não enfrentam o Corinthians.


O técnico Zé Ricardo confirmou que o novo camisa 1 do Flamengo substitui Alex Muralha e entra como titular no gol rubro-negro. Éverton Ribeiro também volta. O treinador não quis revelar outras alterações na equipe, nem mesmo a possível saída de Rafael Vaz, que falhou na derrota para o Santos.

– Nosso dia a dia que nos dá condição de escolher jogador que vai entrar no time. Hoje, não só o Rafael Vaz, como todos que jogaram não treinaram no campo. A gente tem menos de 48h do jogo contra o Santos, mas no treino de amanhã vamos fazer essas avaliações e tomar decisão de fazer ou não alteração em relação ao time que jogou.

O comandante rubro-negro também falou do confronto contra o líder do Brasileirão.

– Corinthians fez por merecer em algumas partidas vencer, mas em outras o adversário até mereceu sair com a vitória, o que acabou não acontecendo. Vamos tentar quebrar essa sequência do Corinthians. É um time muito equilibrado. Nós, em geral, também levamos poucos gols. Se não me engano somos terceira ou quarta melhor defesa. Temos média pequena de gols sofridos no ano. Vamos procurar equilibrar e escrever nova história nessa partida. O Corinthians tem forma de jogar desde Tite. Temos que tentar quebrar essa sequência. Não é só a defesa que é eficiente. Vamos tentar fazer partida perfeita para vencer lá no estádio do Corinthians.

O Flamengo visitará o Corinthians neste domingo em Itaquera. O provável time do Fla para partida tem: Diego Alves, Pará, Réver, Rafael Vaz (Juan) e Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar e Diego; Éverton Ribeiro, Everton e Guerrero.

Já pelo time paulista, o técnico Fábio Carille terá o retorno dos titulares que foram poupados no jogo contra o Patriotas. A dúvida fica por conta de Romero, que saiu do treino de sexta-feira após sentir uma lesão.

Fonte: Torcedores.com

Que Mala! Vampeta provoca Guerrero e aponta vencedor entre Corinthians X Flamengo



O duelo entre Corinthians x Flamengo só acontece no domingo (30), às 16h (de Brasília), na Arena, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas as provocações já tiveram início. Vampeta, que defendeu ambos os clubes, provocou o ex-corintiano Paolo Guerrero, no programa Esporte em Discussão, da Rádio Jovem Pan.


“O Corinthians vai pegar um time que vem badalado, cheio de estrelas, com Guerrero, Everton Ribeiro, Diego, Geuvânio…

Mas o Corinthians é favorito”, Lá, nós temos o nosso Romero, o nosso Jô, o nosso Balbuena… E tem até uma música para o Guerrero”, indicou Vampeta.

“Guerrero, me diz com se sente… Em voltar para a casa do Timão… Mundial você nos deu, mas precisa aprender: o Corinthians é maior do que você!“, cantou o ex-jogador.

ÚLTIMOS CONFRONTOS

Nos últimos dois confrontos entre Corinthians x Flamengo na Arena, em Itaquera, o Timão atropelou a equipe carioca. Ano passado, venceu o rubro-negro por 4 a 0 – com gols de Romero (2), Guilherme e Rildo – e, em 2015, levou a melhor com gol Vagner Love. O atacante Paolo Guerrero, inclusive, esteve em campo nas duas partidas.

TÍTULO DO PRIMEIRO TURNO DO BRASILEIRÃO

Líder da competição com 40 pontos, o Timão tem oito de vantagem para o vice-líder Grêmio e, faltando apenas três rodadas para o fim da primeira parte do torneio, pode se sagrar campeão do turno já no duelo neste domingo (30). A conta do título simbólico alvinegro é simples: o rival Grêmio precisa empatar ou perder para o Santos, no domingo (30), às 19h (de Brasília) que o Timão, mesmo numa eventual derrota para Flamengo, ficará com a taça.

Se a conquista for confirmada no domingo, será a primeira vez que um time, desde que o Brasileiro começou a ser disputado por pontos corridos em 2003, garante ao título com três rodadas de antecedência. O Cruzeiro de 2014 foi quem mais chegou perto: conseguiu o feito a duas rodadas do fim do turno.

Fonte: Torcedores.com

Após derrota para o Santos, Rodrigo Caetano e Rafael Vaz discutiram no vestiário



A derrota para o Santos na última quarta-feira (26), o clima esquentou nos bastidores do Flamengo, equipe que está sofrendo pressão pelos resultados abaixo do esperado.



Segundo informação do globoesporte.com, o diretor de futebol, Rodrigo Caetano, acabou tendo uma discussão com o zagueiro Rafael Vaz – responsável por falha que mudou os rumos da partida – ainda no vestiário da Vila Belmiro.



Ao que tudo indica, Caetano cobrou postura diferente dos jogadores e criticou a atuação da equipe, sem citar o nome do defensor, porém, irritado com a fala, Rafael Vaz interrompeu o cartola com a frase “Eu sou homem”, assumindo o erro no 2° gol santista.

Fonte: Coluna do Flamengo