domingo, 26 de março de 2017

Flamengo é provocado em plena Muralha da China, entenda:



O ex-presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, estava sumido nos últimos meses após deixar a presidência do Verdão.


Alguns diziam que ele estava “depressivo” após supostamente romper relações políticas com o atual comandante do clube, Maurício Galiotte. Mas as imagens que caíram nas redes sociais neste sábado revelam um “Palmeirinha” diferente.

Cliques de um(a) autor(a) desconhecido mostram Paulo Nobre em meio à neve, barbudo e cabeludo na Muralha da China. Além de visitar uma das sete maravilhas do mundo moderno, o ex-presidente posou para as fotos com uma camisa do Palmeiras provocativa ao Flamengo, com os dizeres: “Cheirinho é o meu…”, com o desenho de um peru abaixo.

Em outra foto, Paulo Nobre aparece sem camisa exibindo o símbolo do Palmeiras de sua camisa. Mesmo com muita neve caindo e termômetros marcando, muito provavelmente, temperatura abaixo de zero.

Fonte: Torcedores.com

Com presença do Flamengo, Globo apresenta a clubes novo modelo de divisão de cotas no futebol



Em encontro realizado em sua sede no Rio de Janeiro, a Globo apresentou a 21 clubes o seu novo modelo de divisão de cotas de transmissão do futebol.



A nova divisão, divulgada em 2016 no Blog do Rodrigo Mattos, passará a valer a partir de 2019, com duração de seis anos – os contratos atuais com os clubes terminam em 2018.
 O modelo que passará a valer prevê 40% da receita dividida igualmente entre os clubes, 30% tendo como critério o número de jogos transmitidos na TV aberta e fechada e 30% distribuídos de acordo com performance dos clubes no mesmo ano. A reunião também teve discussão sobre a distribuição dos jogos entre TV aberta, fechada e pay-per-view.

 Segundo a emissora, participaram do encontro 21 clubes - América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Avaí, Brasil de Pelotas, Chapecoense, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Londrina, Náutico, Ponte Preta, São Paulo, Sport, Santa Cruz, Vasco, Vila Nova e Vitória.

 Além dos dirigentes, também houve a presença de familiares – o encontro contou ainda com uma visita dirigida aos estúdios da emissora.

Fonte: Uol

Flamengo age rápido e acerta empréstimo de atacante ao Luverdense



O atacante Douglas Baggio não é mais atleta do Ceará. Ele, que atuou como titular no Alvinegro, deve ser emprestado pelo Flamengo ao Luverdense. A diretoria do time paranaense nega que está negociando para contratar o jogador.


Baggio chegou ao Ceará no início da temporada de 2017 e atuou no estadual, na Copa do Brasil e na Primeira Liga. O atleta defendeu o Luverdense em 2016.

Pelo Alvinegro, Douglas Baggio atuou em sete partidas e marcou um gol na vitória diante do Maranguape por 2 a 0, na segunda rodada do estadual. Com a saída dele, a equipe de Givanildo Oliveira fica com oito atacantes no plantel. Magno Alves, Rafinha, Lelê, Rafael Costa, Alex Amado, Maxi Bianchucci, Victor Rangel e Wallace Pernambucano.

Ceará volta a campo no próximo sábado (25) quando enfrenta o Uniclinic. O Alvinegro está com vantagem por ter vencido o primeiro jogo. As equipes fazem a segunda partida pelas quartas de final do Campeonato Cearense. 

Fonte: Globo Esporte

Sem Maracanã, adversários vão tremer no novo alçapão rubro negro no Brasileirão e Libertadores



Flamengo e Vasco se enfrentam pela quarta vez seguida fora do Rio, neste domingo, 18h30, em clássico válido pela Taça Rio, em Brasília. A última vez que jogaram na cidade onde têm sede foi em fevereiro de 2016, em São Januário. No Maracanã, que não recebeu o jogo devido ao alto valor do aluguel, o último encontro data de setembro de 2015. Até no basquete o clássico se afastou de casa, foi disputado em Manaus.


Segundo o Flamengo, as perspectivas do clássico são ainda piores para o Campeonato Brasileiro. Com o veto da CBF para venda de partidas para fora do estado, os clássicos com mando do clube acontecerão em estádios de pequeno porte.

– O que vai acontecer é que no Brasileiro os jogos vão ter que ser em estádios pequenos no Rio. Vai jogar na Ilha, em Volta Redonda – afirmou o diretor-geral Fred Luz.

Caso isso se confirme, a tendência é que os duelos não ocorram com torcida dividida, contrariando o gosto das duas diretorias. E se o Flamengo mandar seu jogo na Ilha ou em Volta Redonda, o Vasco deverá levar sua partida para São Januário.

O motivo para o distanciamento do clássico de hoje Maracanã pode até ser os valores colocados à mesa – os clubes trocaram o prejuízo que teriam por R$ 250 mil cada no Mané Garrincha. Mas, a longo prazo, o problema tem a ver com a gestão do estádio. Com a proximidade da venda da concessão para empresas com que o Flamengo não dialoga, o clube vai se resguardar na Ilha, com estádio para 20 mil pessoas, até em jogos de maior apelo.

– Se não tivermos o Maracanã, pouco provável o Engenhão. O campo do Botafogo é caro. E os jogos dão prejuízo – diz Fred Luz.

O clube, assim como na Libertadores, vai seguir atrás de acordos pontuais para atuar no Maracanã. Mas sem se deixar explorar.

– O Flamengo, sendo viável economicamente, vai fazer força para jogar lá – admitiu o executivo.

No momento, o roteiro de viagens segue o mesmo de 2016, mesmo com bem menos milhagem.

Fonte: Extra

sábado, 25 de março de 2017

As análises de Gabriel, Mancuello e Márcio Araújo com Toninho Bolado



Um dia desses comentei que eu não conseguia acertar nas minhas análises, pois vou dar alguns exemplos: Eu vivia pegando no pé do Gabriel, porque não o acho a altura de jogar no Flamengo e não é que de repente, o Gabriel me faz um jogo de Neymar, driblou, partiu pra cima, deu assistência, sofreu pênalti, fez um golaço, como o próprio Neymar costuma fazer. Dei a mão à palmatória e parei de falar mal do Gabriel.


Pensei bem e falei: _ Vou parar com esse negócio de falar mal de jogador, vou começar a falar bem. Aí escolhi o Mancuello para falar bem, porque eu gosto desse jogador, pelo fato dele ter um toque refinado e bater bem na bola, quesito importantíssimo, numa cobrança de uma falta de um escanteio, etc..

Até ai tudo legal o meu preferido entrava, até que jogava bem, recebia elogios do comentarista Junior – caramba, que moral! Só que o Mancuello, é o tipo do jogador que parece ser aquele cara boa gente, com aquela cara de meio sofrido, não deve reclamar de nada, tudo está bom pra ele. E não existe coisa melhor para um treinador pensar em fazer uma substituição do que um jogador com essa personalidade, com certeza ele não vai reclamar, pensa o treinador! E eu assistindo ao jogo, já sei por antecedência qual será o primeiro jogador a ser substituído e se tiver que fazer outra substituição e caso tenha algum garoto da base jogando, com certeza ele será o escolhido.

O cara está jogando bem, elogiado pelos comentaristas e eu penso: Hoje ele não pode sair, está jogando bem, o time está jogando bem, só falta o gol. Mas o técnico olha vê aquela cara humilde e não resiste à tentação de tirá-lo e tira. Eu fico p..., mas não tem jeito, me dá até vontade de torcer contra, mas o problema é que com a saída dele o time melhora pra caramba e eu penso não vou falar mais bem de jogador, vou voltar a falar mal.

Novamente escolho o Marcio Araújo, pelo óbvio, também não o acho à altura de ser titular do Flamengo. Como eu só assisto os jogos do meu Flamengo, posso dizer que nunca vi o Rômulo jogar, pois no aqui ele ainda não jogou o que se espera dele, mas pelo seu histórico, acredito que é apenas por estar fora deforma que ele ainda não rendeu tudo no Flamengo. Mas voltando ao Marcio Araújo, não é que o cara fez uma partida de Iniesta. Está sendo elogiado por todo mundo, por todos os canais de televisão, nos rádios. Os comentaristas esportivos estão o endeusando.

Como o problema parece estar comigo e todo jogador que eu malho, começa a jogar bem, vou começar a falar mal do goleiro Muralha, do Rafael Vaz, do Trauco – quem sabe eles melhoram!  Aliás, o Trauco eu andei pegando no pé dele e ele já fez um golaço.

Vamos ver o que dá o jogo de amanhã, o Flamengo não pode perder de jeito nenhum. Fica muito feio perder de time de segunda divisão.

Fonte: Toninho Bolado (http://blogurububolado.blogspot.com.br/)